Victoria Boutenko

 

Hoje em dia, a popularidade da alimentação crudívora cresce rapidamente em todas as regiões do mundo. Em 1994, o primeiro restaurante crudívoro foi aberto em San Francisco pelo Juliano, um ambicioso chef crudívoro de 24 anos de idade. Na época tão poucas pessoas tinham ouvido falar em alimentação crudívora que os clientes do reataurante do Juliano não paravam de perguntar: “o que você quer dizer com ´cru´?” Por mim eu coloco o Juliano no Hall da Fama da Alimentação Crudívora por ter tido essa grande idéia, por ousar abrir o primeiro restaurante crudívoro no centro de San Francisco, e sobretudo por permanecer no negócio por seis anos apesar da forte competição e do enorme desafio. Lembro-me de ver Juliano caminhando na frente de seu estabelecimento com um grande cartaz engraçado nas costas distribuindo amostras de browines crus aos transeuntes. Por vários anos seu restaurante foi o único lugar no mundo todo onde minha família podia comer fora. Em 2007, depois de apenas treze anos há mais de vinte restaurantes crudívoros somente na Califórnia. Podem-se encontrar pratos crus no menu de muitos restaurantes vegetarianos e nas cafeterias da maioria das lojas de produtos naturais. Recentemente pedi uma refeição crudívora num vôo tanto da United quanto da Northwest Airlines. Mais e mais pessoas no mundo adotam a dieta crua como uma excelente maneira de manter uma saúde vibrante.

Minha família passou por poucas e boas antes de nos decidirmos que a alimentação crua era a melhor para nós. Há um ditado popular na Rússia que diz que os tolos aprendem com os próprios erros, ao passo que os espertos com os erros dos outros. Gostaria que você aprendesse com os erros da minha família. Eis alguns dos erros mais comuns que ocorrem quando as pessoas adotam uma alimentação crua.

 

1.       Muitos dos que adotam a alimentação crua não comem suficientes alimentos verdes. Solução: consumir regularmente sopa energética ou saladas verdes para garantir apropriada quantidade de verdes.

2.       Muitos dos que adotam a alimentação crua não comem suficientes fibras, solúveis e não solúveis. Solução: beber mais vitaminas ou sopas energéticas em vez de sucos.

3.       Muitos dos que adotam a alimentação crua não comem suficientes gorduras. Quando tentam imitar pratos cozidos, substituem amido por nozes. Por exemplo, ao prepararem tortas cruas, imitam a crosta de trigo com uma mistura de nozes. Solução: use sobras de polpa de nozes para fazer leites de nozes, use mais sementes e menos nozes e use mais polpa de frutas e verduras em vez de sucos nas misturas para minimizar o consumo de nozes.

4.       Muitos dos que adotam a alimentação crua tentam se tornar perfeitos demais quando jejuam. Não dão ao seu corpo a chance de ajustar-se a tal mudança radical na dieta. Solução: ajustar gradualmente e purificar sua dieta individual para facilitar a transição para uma dieta saudável.

5.       Quando as pessoas mudam sua dieta em geral decidem que os outros componentes que compõem a saúde não mais são importantes, como: banho de sol, exercício, repouso apropriado, ar fresco etc. Solução: pratique um estilo de vida completo.

6.       Pessoas que adotam a alimentação crua muitas vezes abusam de alguns alimentos específicos e negligenciam a variedade de outras frutas e verduras. Por exemplo, suco de laranja é muito saudável, mas em quantidades extremamente grandes pode danificar os dentes e aumentar o nível de açúcar. Grandes quantidades de brotos, morangos e tudo o mais inevitavelmente gera desarmonia. Solução: coma alimentos em quantidades razoáveis.

7.       O erro maior que muitos cometem é que ouvem autoridades em alimentação crua e não confiam nas mensagens valiosas do próprio corpo. Solução: faça um diário de seu consumo alimentar e como isso afeta seu bem-estar.

 

       Copyright 2007 – Victoria Boutenko. Indique a fonte ao compartilhar estas informações – www.rawfamily.com

Deixe seuComentário