Desde tempos imemoriais homens e animais têm convivido debaixo do mesmo céu, compartilhando este belo planeta que a todos abriga. Todo o tipo de relação se estabeleceu nesses tantos anos de convivência, nem sempre pacífica, muitas vezes extremamente conflituosa e de cunho exploratório e cruel por parte do homem.

 

A Dra. Paula Brügger no livro Amigo Animal com muita propriedade aborda três dos aspectos mais controvertidos e nevrálgicos em que se trava a relação entre seres humanos e animais: o primeiro é a relação com os animais urbanos, o segundo, com os animais criados para servirem de alimento e, o terceiro, com os animais utilizados pela ciência em experimentos científicos.

 

Nesse sentido, ela questiona, por exemplo, a validade da vivissecção, considerada uma fraude científica em virtude dos resultados pífios que tem apresentado ao longo dos anos e da contraparte terrível em termos de sofrimento e dor para os animais.

 

Como nunca antes talvez nos encontramos hoje, século XXI, numa situação privilegiada em que certamente podemos prescindir desta exploração, transformando nossa convivência em uma troca enriquecedora para ambas as partes.

 

A paz pela qual a humanidade tanto clama não será realmente possível enquanto o homem continuar a sujar suas mãos com atos sangrentos, seja na criação industrial para abate, seja nas experiências que realiza nos porões protegidos dos laboratórios, seja no abandono e maus-tratos a que submete dia e noite milhares e milhares de animais ditos de estimação.

 

Este livro vem agregar-se a uma discussão que nossa sociedade não pode mais se furtar sob pena de pagar um ônus pesadíssimo resultado das próprias causas postas em ação por aqueles que em vez de protegerem o Amigo Animal o tratam como se fossem seus algozes.

 

Marly Winckler

Socióloga

Presidente da Sociedade Vegetariana Brasileira – www.svb.org.br

Deixe seuComentário