Poemas

O Passáro Cativo (Olavo Bilac)

Não quero o teu alpiste! Gosto mais do alimento que procuro Na mata livre em que voar me viste; Tenho água fresca num recanto escuro Da selva em que nasci; Da mata entre os verdores, Tenho frutos e flores Sem precisar de ti! Não quero a tua esplêndida gaiola! Pois nenhuma riqueza me consola, De […]